“Aspas”

“Aspas”

Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Respeito é a palavra de ordem! Afinal, #respeitoépraquemtem!

No projeto “Aspas”, desenvolvido pela Destilaria, em parceria com a Olhar, atores do longa-metragem “Nóis por Nóis”, de Aly Muritiba e Jandir Santin, recitam trechos de músicas que retratam a real leitura periférica. São referências renomadas para a galera, que dentre uma seleção de composições, escolheu parafrasear artistas como “Emicida”, “MC Carol”, “Karol Conka”, “MV Bill” e “Drik Barbosa”, “Racionais Mc’s”, “Sabotage”, “J.A.C” e “Djonga”.

Enquanto uma sociedade coloca à margem o povo preto e periférico, seguimos na contramão dando voz e espaço para Maicon Douglas, Ma Ry, Sol do Rosário, Matheus Moura, Stephanie Fernandes, Matheus Correa, e Mc Shat – atores e atrizes que encenam os personagens “Gui”, “Mari”, “Dona Lúcia”, “Japa”, “Jana”, “Café” e “Shat” no longa que trata da vida de jovens na Vila Sabará, localizada no Centro Industrial de Curitiba (CIC), um dos bairros mais violentos da capital paranaense. Também na edição, Mano Cappu, assistente de produção e casting no “Nóis por Nóis”.

Respeito, resiliência, liberdade, luta, empoderamento, consciência e opressão. Rodrigo Cook, produtor Executivo e Criativo e sócio-fundador da Destilaria, é pontual e afirma que a ideia é levantar a pauta positiva através desses fortes conceitos pontuados nos vídeos, que tanto refletem as particularidades dos atores. Wev Silva, também da Destilaria, destaca “O que eles cantam é muito contemporâneo, ainda que essas músicas tenham sido compostas há algum tempo”. Ive Machado, que também produziu o conteúdo, aponta que ao tirar a melodia das músicas, as falas ganham tom político e apresentam a poesia como resistência.

O protagonismo da periferia tem que reverberar!

Confira aqui o projeto “Aspas”!

Fique Ligado:

“Nóis por Nóis” tem pré-estreia em São Paulo, nessa sexta-feira (6), Circuito Spcine, no Centro Cultural Olido, e sábado (7), no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes, ambos com sessões gratuitas que integram as atividades da 16ª edição do Mês do Hip Hop. Também vai rolar debate sobre a juventude e periferia, com mediação do escritor e roteirista Toni C.

OUTROS POSTS

TUDO CERTO!

Agradecemos a sua mensagem.

Caso precise de alguma outra informação, por favor entre em contato através das nossas redes sociais.

Para você que ama cinema.

Assine nossa newsletter quinzenal e receba conteúdos exclusivos.

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante. Ao clicar em “ACEITAR”, você concorda com o uso de todos os cookies, termos e políticas do site. Leia Mais

TUDO CERTO!

Agradecemos o seu cadastro.

Agora você faz parte de um seleto grupo que recebe as nossas notícias em primeira mão!